Friendzone: isso existe mesmo?

Na internet é muito comum o conceito de friendzone. A tradução livre seria algo como “apenas amigos”. Você encontra em blogs por aí milhares de imagens em que o cara fala para uma menina que a ama e ela diz que ele é um irmão para ela. Quem nunca passou por isso?

Leia também:
Peguei um novinho e me apaixonei. E agora?
Quatro dicas de que o gato não quer nada sério
Mais da metade das pessoas sente falta de carinho no relacionamento, diz pesquisa

Esse conceito se torna estranho quando passa a dar a entender que assim que o cara se torna uma gracinha, atencioso e cuidadoso, a garota deveria, obrigatoriamente, olhar para ele com outros olhos. Bem, a vida não funciona assim.

Por que duas pessoas ficam juntas?
Porque há interesse mútuo. Você não passa a gostar de alguém apenas porque essa pessoa gosta de você. Não estamos mais em um época de casamentos arranjados em que as mulheres devem se contentar com o que lhes foi dado. Mulheres, assim como homens, têm o direito de escolha.

O mito da friendzone
A ideia da friendzone é quase uma desculpa. O cara não consegue o que deseja e diz que a mulher é errada, já que ela deveria se interessar por ele mas o enxerga apenas como amigo. Bom, ela não tem dever nenhum nesse caso.

Como fugir dessa ideia?
Friendzone não existe. Mulheres não são "vending machines" em que você coloca delicadeza e espera que elas devolvam sexo.Se você tem esse conceito na cabeça e acabou de se dar conta de que é uma coisa bem besta, é hora de fugir dele. As primeiras coisas que vão ajudar qualquer pessoa é entender que ninguém tem obrigação de nada e notar que todas as aproximações começam com uma conversa. Essa conversa pode levar à amizade ou a um envolvimento romântico/sexual. O que diferencia os dois caminhos é a química. Se não rola química, não rola envolvimento romântico/sexual, mas a amizade sobrevive numa boa.

Ignorando a choradeira
Sempre tem uma pessoa que vem com o papo de que você deveria dar uma chance para o fulano, que ele está sofrendo e poderia te fazer muito feliz. Olha, você não “tem que” nada. Não é sua obrigação agradar e realizar os desejos de outras pessoas, quando você não sente as mesmas necessidades.

Deixe claro para as pessoas o que você sente por elas. Continue dizendo que o seu amor por aquele amigo nunca vai se tornar algo sexual e que não vai rolar nem um beijinho. Nessa história toda, só tem culpa quem se ilude sem motivos.

Mulheres também acreditam na friendzone?
Acreditam. E arrisco dizer que essa ideia começou com as mulheres – com a diferença que elas nunca acharam que o cara tinha obrigação de ficar com elas. Muitas mulheres agem como menininhas para sempre. Elas se apaixonam por um cara que nem sabe que elas existem, se aproximam, se tornam amigas e passam a fazer tudo por ele. É aquela menina que todo dia chega com um café para o “melhor amigo”, mesmo todo mundo sabendo que ela é extremamente apaixonada por ele e ele tem uma vida amorosa pública e que não tem nada a ver com ela. Conhece alguém assim?

A friendzone como um ambiente seguro
É muito mais fácil dizer que o outro te dá esperanças – mesmo o mundo inteiro vendo que isso não é verdade – do que aceitar que não vai rolar. E muitas vezes a ideia é mesmo que não role.

É mais simples lidar com as coisas na nossa cabeça. Elas são só nossas e podemos mudar de ideia quando der vontade, não depende de ninguém além de nós. Quando você está em um relacionamento se torna impossível controlar tudo, já que tem outra pessoa ali.

Talvez as pessoas se apeguem ao mito da friendzone para se sentirem mais seguras e não precisarem encarar o mundo real. O problema é que não adianta fugir, a vida acontece você querendo ou não e quanto mais cedo você resolve encarar a realidade, mais rápido você passa a entender como usá-la a seu favor.

Fonte: Internet

Thomas Monteiro

Anúncios

Publicado em abril 30, 2014, em Uncategorized. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: